Publicações

Novo valor e previsão da tabela do seguro desemprego 2021

O reajuste do salário mínimo em 5,26% para 2021 subindo para R$ 1.100 gera atualizações em diversos benefícios trabalhistas e previdenciários.

Assim, o seguro desemprego terá uma nova atualização em 2021. O valor mínimo que pode ser pago pelo seguro desemprego é de um salário mínimo.

Quem tem direito ao seguro desemprego?
Os trabalhadores que atuavam pelo regime CLT (carteira assinada) e tiveram sua dispensa do emprego sem justa causa ou por rescisão indireta que é quando o empregado requer o desligamento do trabalho por conta do patrão.

No mais, o emprego doméstico, bem como os trabalhadores que tiveram o contrato de trabalho suspenso para participação em curso ou programa de qualificação oferecido pelo empregador (bolsa qualificação), ao pescador artesanal durante o período em que a pesca não é permitida e ao trabalhador resgatado de trabalho em condições análogas à escravidão.

Qual o valor que será pago?
Todo inicio de ano, assim que o salário mínimo sofre um novo reajuste, o Ministério da Economia divulga a tabela do seguro-desemprego relativa ao ano vigente.

tabela estabelece que o seu seguro-desemprego vai ser um percentual sobre a média dos salários dos últimos três meses. Nela, há três faixas salariais e o percentual é diferente para cada faixa.

A tabela com os valores de cálculo do seguro-desemprego geralmente é calculada com reajuste do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), porém para 2021 o ministério da Economia ainda não fechou o INPC, mas, se pegarmos a média da inflação utilizada para reajustar o salário mínimo de 5,26% podemos utilizar essa base para realizar uma previsão da tabela para este ano, ficando da seguinte forma:

Faixas de Salário Médio Valor da Parcela
Até R$ 1.683,74 Multiplica-se salário médio por 0.8 (80%)
De R$ 1.683,74 até R$ 2.806,53 O que exceder a R$ 1683,74 multiplicar
por 50% e somar a R$ 1.347,00
Acima de R$ 2.806,53 O valor da parcela será de R$ 1.909,34

Qual o número de parcelas?
O Seguro-Desemprego é concedido ao trabalhador desempregado por período variável de 3 a 5 meses, sendo de forma contínua ou alternada.

Se for sua segunda solicitação e você tiver comprovado o vínculo de emprego por:

*9 a 11 meses, receberá 3 parcelas;
*12 a 23 meses, receberá 4 parcelas;
*24 meses ou mais, receberá 5 parcelas.
Se for sua terceira solicitação e você tiver comprovado o vínculo de emprego por:

*6 a 11 meses, receberá 3 parcelas;
*12 a 23 meses, receberá 4 parcelas;
*24 meses ou mais, receberá 5 parcelas.



Entre em contato com o nosso escritório